top of page

Paraense concorre ao Emmy Awards nos EUA de 'melhor noticiário' com jornal que idealizou



Geovany Dias não perde a ligação com suas raízes e promete dedicar o Emmy também ao Pará


O jornalista paraense, Geovany Dias, está concorrendo ao Emmy Awards, de Nova York, nos Estados Unidos, na categoria de 'melhor noticiário de fim de semana' com o jornal 'PIX11 Weekend Morning News', idealizado por ele em 2022. O paraense mora há seis anos nos EUA, mas não esquece suas raízes e promete dedicar o Emmy à família e ao Pará, importantes na sua trajetória jornalística.


Geovany Dias, 29 anos, é jornalista formado pela Universidade Federal do Pará - UFPA, e é repórter e editor-chefe do jornal PIX11 Weekend Morning News. Ele é natural do Pará, mas atualmente mora em Manhattan, cidade de Nova York. O jornalista conta como foi indicado.


"O jornal PIX11 Weekend Morning News, criado e dirigido por mim, foi indicado na categoria Melhor Jornal de fim de semana, concorrendo com WABC, do grupo Disney, e Spectrum News. Os nomes foram anunciados em uma cerimônia em julho, e de lá pra cá tem sido uma experiência interessante, e até meio surreal", iniciou.

"Eu, de fato, não imaginava que receberia a nomeação, principalmente por ser uma concorrência extremamente acirrada. Mas quando fui nomeado a equipe inteira do jornal celebrou. Foi incrível!", continuou.


Desde que chegou nos Estados Unidos, há seis anos, Dias tem desempenhado um importante papel na cobertura jornalística e de valorização da cultura LGBTQIAPN+. Seu trabalho rendeu o prêmio "Serving New York", oferecido pela New York Broadcasters Association, pela sua cobertura especial do Mês do Orgulho LGBTQIAPN+.


O editor chefe confessa que é bairrista e que faz jus à expressão “a pessoa sai do Pará, mas o Pará não sai da pessoa”, que diz utilizar bastante.


"Eu continuo muito próximo aos meus amigos e familiares e isso ajuda a manter a conexão com a região. Acredito que a cada passo que eu dou na minha carreira eu trago um legado junto comigo – dos meus pais, nascidos e criados em Mosqueiro, de ter sido formado pela Universidade Federal do Pará, de ter tido meu primeiro trabalho em TV, em Belém. Isso tudo me ajuda a manter os pés no chão, e ao mesmo tempo me dá energia pra continuar levando o nome do Pará e da Amazônia adiante. Pergunte pra qualquer um dos meus colegas de trabalho o quanto eu falo do Pará", disse entre risos.




Origens e trajetória

Geovany Dias nasceu e foi criado até os 10 anos em Mosqueiro, distrito de Belém. Com pai carpinteiro e mãe professora de ensino infantil, viu desde criança a importância de se dedicar a uma profissão, diz. "Não faltava nada em casa, mas eu sempre soube que precisaria trabalhar extra para conseguir conquistar qualquer coisa", relembrou.

Seu primeiro trabalho foi como jovem aprendiz, aos 14 anos e tudo isso para conseguir pagar o curso de inglês, o que para ele hoje, é indispensável. "Meu pai precisou trabalhar em dobro, e felizmente eu tinha sido aprovado no Cefet, daí ele não precisava mais pagar escola particular", disse.


Geovany relembra que graças a irmã, falecida em 2020, pôde conhecer os EUA, onde hoje mora e estabeleceu família com o marido norte-americano.


O jornalista pede aos conterrâneos que torçam por ele no Emmy e promete dedicar a família e ao Pará a premiação, caso vença em sua categoria.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page