top of page

Musicalmente divergente: Nicobates lança novo EP


Nicobates (Por: Victor Peixe)

Dessa vez, sem “Os Amadores”, e explorando temas alternativos, ex-guitarrista e compositor da banda Norman Bates promove “Mediatical Blues” fazendo críticas à promoção pessoal nas redes sociais


Finalizando o primeiro ciclo de lançamentos do projeto Incubadora Outros Nativos, Nicobates lança seu novo EP. Com quatro faixas que vão do brega bolero ao punk rock, “Mediatical Blues” traz talvez as composições mais alternativas, em temas e experimentações musicais, deste artista singular.

Ex-guitarrista e compositor da banda Norman Bates – uma das mais expressivas do rock paraense entre os anos de 1995 e 2012 –, Nicobates vive mais uma metamorfose em sua carreira. Primeiro, ao assumir-se cantor e compositor, ele lançou um single e dois EP’s, entre 2018 e 2020, com uma banda “virtual”, a Nicobates e Os Amadores. “Na verdade, a ‘banda’ era eu, minhas muitas personalidades artísticas e os amigos que toparam me acompanhar”, tenta explicar.


Depois, em 2021, ele lançou o primeiro álbum com uma formação fixa, que incluía as vocalistas Bárbara Alves e Carol Endres. “Psicobrega” juntava músicas alternativas com inéditas incursões pop pelo brega e outros gêneros como o bolero e a MPB. “Esse momento, foi um momento de abertura em que eu decidi que podia fazer artisticamente o que eu quisesse, inclusive ser ‘roqueiro’ de novo”, brinca.


Então, Nicobates se desfez da formação de banda e se assumiu um trovador. Nem tão solitário, mas responsável pelas suas criações. “Nesse EP é praticamente só eu e o produtor e multi-instrumentista Otávio Silva, o Tavinho, na maior parte das canções. Eu toquei guitarra, violão e cantei enquanto ele fez todos os outros instrumentos. É um disco de estúdio mesmo”, explica.


A exceção é a faixa “Na Atividade”, parceria com MC Believe – assim como ele integrante do Coletivo Outros Nativos –, que surgiu para celebrar a vivência dos artistas na periferia de Belém onde moram. Além da participação de Believe nos vocais, o country traz o blueseiro paraense Val Fonseca na gaita e Pedro Guedes, o Janjão, na bateria.


Além dessa faixa, o EP traz “Brega da Persuasão”, uma música antiga que resgata um apelo radical pela divergência de opiniões. Já "Mediatical Blues" e "Traíra" são duas músicas mais recentes, representando o rock cru e visceral que remonta às origens da Norman Bates. A primeira, inspirada no conceito de Bios Midiático, do teórico brasileiro da comunicação Muniz Sodré, oferece uma crítica inteligente à cultura de busca por likes e viralização na internet. Já a emocional "Traíra" é um punk rock que vai fazer a adrenalina fluir.


“Hoje todo mundo pensa na comunicação como um fim, como uma promoção de sua própria imagem. Muniz Sodré nos ajuda a entender um processo global que vai além do ‘presencialismo’ das redes sociais e nos faz pensar no futuro. É como a matrix que já chegou”, tenta mais uma vez explicar.


A produção do EP contou com Nicobates e Otávio Silva, que assumiram a responsabilidade de tocar uma variedade de instrumentos, criando uma sonoridade única. Com músicas curtas e diretas, "Mediatical Blues" promete ser um passeio musical impactante, explorando temas que vão além do convencional e desafiando os limites da expressão artística.


Fruto de mais uma colaboração entre o selo Uka Uka Records e o Coletivo Outros Nativos, dentro do Projeto Incubadora. Parceria possibilitada graças à Pró-Reitoria de Extensão da UFPA por meio do Núcleo de Inovação e Tecnologias Aplicadas a Ensino e Extensão (Nitae), coordenado pela Prof. Dra. Maria Ataide Malcher. Financiado com emenda parlamentar do então deputado federal Edmilson Rodrigues.


SERVIÇO:

Ep “Mediatical Blues” de Nicobates

Dia 04/10 em todas as plataformas de streaming

Entrevistas: (91) 98168 7474



9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page