Cordão de Pássaro Colibri se apresenta em Mosqueiro neste sábado (12)


Cordão de Pássaro Colibri (Foto: Rafael Silva)

O circuito de apresentações do Cordão de Pássaro Colibri de Outeiro segue a sua programação neste sábado (12 de março). Desta vez a Ilha de Mosqueiro será o palco onde o grupo levará ao público a peça “Nas Asas a Liberdade”, escrita e dirigida pela guardiã Laurene Ataíde. As apresentações fazem parte do projeto Criação de Cordões de Pássaros e Revitalização com Circuito de Apresentação do Pássaro Colibri de Outeiro patrocinado pelo Instituto Cultural Vale.


Esta é a terceira apresentação do circuito, as primeiras ocorreram no Theatro da Paz (04/02) e na Ilha de Cotijuba (19/02). Laurene Ataíde faz uma avaliação positiva do circuito e diz estar com boas expectativas para Mosqueiro.

"Fizemos a apresentação no Theatro da Paz, e em Cotijuba, todas foram maravilhosas. Agora nos preparamos para Mosqueiro. A expectativa para a apresentação em Mosqueiro é das melhores. Estamos fazendo um trabalho árduo, mas sempre com tranquilidade e organização", conta a guardiã.

Laurene fala ainda que a importância do circuito é mostrar a manifestação da cultura popular paraense dos Cordões de Pássaros. "É muito importante que o povo tenha acesso a essa cultura, que o povo veja como é bonito a cultura dos Pássaros Juninos, e que não deixe morrer, para que ela tenha continuidade".


Quem conta um pouco mais sobre a importância dessa manifestação, é Alice Ataíde, que faz parte do grupo antes mesmo de nascer. "Estou no Pássaro como posso dizer, desde a barriga da minha mãe, ela era fada e mesmo grávida de mim ainda se apresentava. Depois que nasci comecei a participar como a filha de colo da matuta, posteriormente fui crescendo e me tornei a porta Pássaro", explica a jovem que há 18 anos tem papel ativo no grupo, e que também é neta da Guardiã Laurene Ataíde.


"É com muito prazer que faço parte do Pássaro Colibri, essa manifestação cultural genuinamente paraense que leva alegria e drama para o seu público, uma ópera cabocla que compõe crianças, jovens, adultos e idosos da periferia de Belém, participar do Pássaro vai muito além de uma apresentação. Aqui no ponto de cultura ninho do colibri realizamos as oficinas de indumentária, realizamos oficinas de bordados, oficina de fotografia, realizamos várias oficinas voltado a todas as faixas etárias. E isso pra mim é muito importante assim como para muitos jovens da Ilha de Caratateua que fazem parte do Pássaro Colibri", diz Alice


Sobre a apresentação em Mosqueiro, a brincante diz que o público verá um grande espetáculo. "O que mosqueiro pode esperar de nós é muita alegria e que podem ter certeza que vamos dar o melhor de si para que eles assistam uma peça incrível, e que eles venham a conhecer o que é o Pássaro, o que é essa manifestação cultural genuinamente paraense, uma manifestação que só existe em nosso estado mas que muitos não conhecem", completa Alice Ataíde.


As demais apresentações serão no fim de março quando ocorrer a mostra dos resultados da outra parte do projeto, que são as Oficinas de Criação dos Cordões de Pássaros Arara Azul e Arara Vermelha em Canaã dos Carajás e Parauapebas respectivamente. As atividades estão sendo realizadas desde o início de janeiro, com boas expectativas.


*A história da Ópera cabocla* – O teatro do pássaro ou teatro caboclo tem sua origem do lado de do Teatro da Paz, quando ainda no rico período da borracha, vinham as grandes óperas europeias para se apresentarem na capital paraense. Quando ocorriam as apresentações, a população que não tinha acesso aos espetáculos tentava reproduzir o que ouvia do lado de fora do teatro. É chamado de ópera cabocla porque, além dos personagens da corte real, também existem as do universo amazônico, como os povos indígenas e as várias figuras das lendas amazônicas(Iara, Curupira, Boto, etc).


SERVIÇO: Circuito de Cordões de Pássaros Juninos / Apresentações do Cordão de Pássaro Colibri de Outeiro. Local: Ilha de Mosqueiro (Praça Matriz). Dia: sábado (12/03) às 19h. Acompanhe mais novidades sobre as apresentações no Instagram @cordao.de.passaro.colibri


Texto pela assessoria:

Marcos Paulo e Vivianny Matos

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo