top of page

Antínoo leva Marisa Monte para a pista e celebra Yoko Ono em novo lançamento


Antínoo por Mariana Gabetta

Em ‘single duplo’, o artista apresenta versões de Infinito Particular e I Have a Woman Inside My Soul com produção de Adriano Cintra


Enquanto prepara seu próximo disco, Antínoo lança um single duplo com releituras de I Have a Woman Inside My Soul, de Yoko Ono e de Infinito Particular, canção originalmente conhecida na voz de Marisa Monte, que na versão do artista ganhou videoclipe - assista aqui / ouça Infinito Particular (aqui) e I Have a Woman Inside My Soul (aqui).


A produção das duas faixas é assinada por Adriano Cintra, que segue trabalhando com Antínoo nos próximos lançamentos - para este ano está previsto o segundo disco do compositor goiano baseado em São Paulo. E, juntos, deram um tom pista para Infinito Particular:


Versão clubber e soturna de um dos grandes clássicos da Marisa Monte”, resume Antínoo. “Sempre que ouvia ‘Infinito Particular’ eu sentia um perigo na história que a letra conta. A música fala da profundidade de uma pessoa de forma carregada, exaltando qualidades e defeitos, colocando na parede o cara que apenas rodeia, mas nunca vai ao alvo. Quis fazer uma versão dessa canção trazendo a faixa para esse lugar sombrio, utilizando muitos synths e baterias eletrônicas e deixando o canto mais intenso”, continua.

A nova versão da obra que, além de Marisa, também tem autoria de Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, sai com videoclipe com imagens feitas pelas coreógrafas e videoartistas, chameckilerner. De Curitiba, mas baseado em Nova Iorque, o duo é uma colaboração de 29 anos entre Rosane Chamecki e Andrea Lerner, uma dupla interdisciplinar que trabalha na interseção da dança e da mídia baseada no tempo. Seu corpo de obras inclui performances de dança, vídeo e peças de instalação.


O footage utilizado no videoclipe de Infinito Particular é parte do material da obra SAMBA #2, onde as artistas trabalham com um clichê do samba, desafiando as possibilidades e subvertendo-o. Eu estive em uma exposição no MASP, chamada Histórias Brasileiras, ao ver a obra das chameckilerner eu fiquei impressionado com a força que a imagem em slow motion da sambista que elas fizeram trazia. Como as músicas lançadas nesse single duplo orbitam sobre a visão do mundo de duas mulheres muito fortes, eu achei que o conceito do vídeo em tentar subverter uma imagem – clichê da cultura brasileira, com uma certa camada de misoginia seria uma imagem ideal para a música Infinito Particular, onde narra a história de uma pessoa que se impõe em uma relação instável”, explica Antínoo

Já a escolha de I Have a Woman Inside My Soul partiu de uma identificação bastante pessoal: “Se trata de uma canção muito importante em minha vida, sua letra fala da existência de uma mulher e da feminilidade na essência de uma pessoa. Como homem gay, eu acredito que grandes qualidades da minha personalidade vem do meu lado feminino. Cantar essa música traz uma questão de gênero sobre um homem reconhecendo e abraçando outro lado de sua vida”, reflete Antínoo.


Na produção, além de fazer valer o auto-tune de forma inventiva, ele conta que com Adriano criaram uma “versão bossa-nova futurista trazendo a música para um conceito moderno e brasileiro”.


Fazendo valer da ideia de serem canções bastante distintas, mas que representam as duas faces do mesmo artista, a designer Estelle Flores conta: "No processo de criação da capa, Antínoo e eu buscamos explorar um signo que representasse a complementaridade e o contraste. Pensamos em trabalhar com uma estilização do yin-yang, símbolo milenar chinês que significa uma relação antagônica e complementar".


ASSISTA AQUI - Infinito Particular


OUÇA AQUI (Infinito Particular)

OUÇA AQUI (I Have a Woman Inside My Soul)


MATERIAL DE DIVULGAÇÃO AQUI


FICHA TÉCNICA


Músicas


  1. Infinito Particular

Antínoo - Voz

Adriano Cintra - Produção Musical

Magí Batalla - Mixagem e Masterização


  1. I Have a Woman Inside My Soul

Antínoo - Voz e violão

Rodrigo Cunha - Piano

Adriano Cintra - Produção Musical

Magí Batalla - Mixagem e Masterização


Vídeo


Uma obra de chameckilerner

Montagem com versão de Infinito Particular por Produtora Tigela (Gabriel Nery e Tomás Rotter)



LINKS



SOBRE ANTÍNOO


Antínoo é um artista radicado em São Paulo, nascido em Goiânia (GO), interior do Brasil. Começou a escrever suas primeiras músicas ainda adolescente, influenciado por movimentos musicais brasileiros como a Bossa Nova e o Tropicalismo. Anos depois, formou-se em Estudos da Música Popular e cresceu usando a música como linguagem para expressar suas experiências e reflexões sobre o mundo e as relações humanas.


Em 2020, lançou seu primeiro trabalho autoral, o álbum "O Sol Nasceu Para Todos", com oito faixas, um trabalho bastante variado explorando diferentes gêneros, mas visando elementos da Música Popular Brasileira como material de composição. Além dessas marcas brasileiras como espinha dorsal do álbum, Antínoo também explorou gêneros musicais do Norte Global, como synthpop, new-wave e art rock.


No ano seguinte, o cantor e compositor lançou uma versão ao vivo do álbum no Estúdio ShowLivre, que trouxe novos arranjos com uma banda formada por seis mulheres.


Dotado de espírito inquieto, Antínoo divulgou em 2022 o EP, "O Sol Nasceu Pra Todos_RAVEZITADO", com versões remix das músicas de seu álbum de estreia assinadas por renomados DJs brasileiros da cena de House e Techno - e cada faixa com videoclipe psicodélico em linguagem VR. Em 2023, além do single duplo, também divulgou as canções 2016 (Riot) e O Som do Amor (Psicotrópico).



5 visualizações0 comentário

Opmerkingen


bottom of page